Saúde reprodutiva em todas as idades

O que é saúde reprodutiva?

Saúde reprodutiva, no verdadeiro sentido, significa que você encontra-se num estado completo de bem-estar físico, mental e social. A saúde reprodutiva é mais ampla do que simplesmente prevenir doenças relacionadas com o sistema reprodutivo. Saúde reprodutiva não significa apenas ter gravidezes saudáveis.

Porquê a saúde reprodutiva é tão importante?

A saúde reprodutiva tem a ver com o entendimento do sistema reprodutivo masculino e feminino na sua íntegra, a partir da puberdade até a velhice.

A saúde reprodutiva inclui medidas de prevenção no que concerne ao cancro cervical ou do ovário nas mulheres, assim como o cancro da próstata nos homens.

Existem vários factores que jogam um papel na saúde reprodutiva:

• O acesso à vacina HPV tanto para os rapazes como para as raparigas;
• O acesso ao controlo seguro e eficaz de natalidade para todas as pessoas sexualmente activas;
• Acesso à educação sexual para ambos os géneros, num espectro apropriado para a idade, ao longo dos ensinos primário e secundário;
• Acesso ao tratamento da fertilidade assim como às consultas pré e pós-natal para todas as mães e bebés;
• Rastreio de doenças sexualmente transmissíveis assim como o devido tratamento após o diagnóstico.

Saúde reprodutiva e trauma sexual

Dar apoio e tratamento necessários a pessoas que tenham passado por qualquer tipo de trauma sexual o mais rápido possível, e criar estruturas através das quais elas possam continuar a receber assistência que precisam e merecem, joga um papel importante em garantir que a sociedade seja dotada de um bom entendimento da importância da saúde reprodutiva, actividades sexuais informadas, consensuais e não prejudiciais.

Porquê precisamos nos focar na saúde reprodutiva?

Um sistema reprodutivo saudável deve estar ao alcance de todos os membros da sociedade.

Para tal, é preciso eliminar o estigma existente em volta da saúde sexual e reprodutiva, e devem ser realizadas discussões factuais e abertas entre as crianças e os adultos, mesmo antes de atingirem a puberdade.

Não deve haver vergonha em torno da curiosidade sexual e as crianças devem sentir-se a vontade para fazerem perguntas sobre os seus corpos.

Embora a saúde reprodutiva compreenda muito mais do que apenas a fertilidade, concepção, gravidez e parto, esses aspectos constituem uma parte muito importante da discussão.

Falemos sobre a gravidez

Parceiros que estejam a tentar conceber devem buscar orientação e assistência de profissionais de saúde formados e de confiança, para assegurar que tenham as melhores chances de uma gravidez e parto saudáveis e satisfatórios.

Sugerimos que os seguintes aspectos sejam tomados em conta e discutidos com os seus profissionais médicos escolhidos antes de embarcar nesse novo capítulo emocionante.

• Pedir um rastreio de espectro amplo para quaisquer doenças sexualmente transmissíveis, para ambos os parceiros. (Muitas dessas doenças podem ser prejudiciais para o feto, mas podem ser tratadas com sucesso e curadas se forem devidamente diagnosticadas.)

 

• Ter uma discussão franca sobre a fertilidade masculina e feminina, bem como factores que possam influenciá-la, incluindo o estilo de vida, dieta e medicação, histórico clínico e factores de carácter ambiental.

Entenda o seu corpo e mantenha-se calmo

Muitos casais (cerca de 84 em cada 100) tendem a engravidar dentro de um ano se tiverem sexo regular e não usarem contraceptivos.

As mulheres tornam-se menos férteis a medida que vão ficando mais velhas.

Um estudo apurou que entre os casais que mantêm relações sexuais desprotegidas de forma regular:

 

• Dos 19 à 26 anos – 92% tendem a conceber 1 anos depois e 98% depois de 2 anos;
• Dos 35 à 39 anos – 82% tendem a conceber depois de 1 ano e 90% 2 anos depois.

 

O efeito da idade na fertilidade masculina é menos evidente.

Seja Paciente

No geral e sem diagnóstico de um dos factores que influenciem a fertilidade, apenas precisa falar com o seu Médico Generalista sobre a sua luta depois de mais de um ano a tentar engravidar.

Você está grávida! E agora?

Assim que tiver a confirmação da gravidez, o próximo passo é informar o seu médico e marcar a sua primeira consulta.

Com base na sua idade, saúde e histórico clínico, o seu médico vai lhe informar se tiver que ser mais cautelosa. O seu médico vai também começar a falar consigo sobre um plano de parto e o que esperar nas últimas etapas da gravidez.

O valor da Mediplus

O Aplicativo Móvel da Mediplus possui um rastreador de gestação grátis para lhe orientar nos próximos meses. A jornada da infância e puberdade até à maturidade sexual constitui um longo caminho tanto para o homem como para a mulher.

 

Com a Mediplus ao seu lado, pode ter a certeza de que você e os seus ente-queridos estão em melhores mãos no que concerne a saúde reprodutiva em todas as idades.