É  FUNDAMENTAL TER COBERTURA DE SEGURO DE SAÚDE QUANDO EM VIAGEM ESTRADA FORA

18/04/2019

O facto de Africa ter um índice de acidentes rodoviários muitissímo elevado é sem dúvida alguma inegável. A média registada, na mais recente estatística para o  continente revela o assustador número de 24.1 fatalidades em cada 100 000 pessoas, é de facto demasiado aterrorizador quando comparado com a média global de 18 fatalidades em cada 100 000 pessoas. É apavorador!!

Embora muitos de nós prefer culpar o estado pobre das infraestuturas rodoviárias e falta de policiamento ao termos conhecimento destas estatísticas alarmantes, o facto é bem diferente, o maior número de acidentes em Moçambique e Africa do Sul, deve-se ao factor humano. As estatisticas estão aí para quem as quiser ver, indicando que as três primeiras causas de sinistros rodoviários são causados por, condutores dístraidos, excesso de velocidade e conduzir sob a influência de álcool e/ou outras substâncias. Mais indicam que estes crimes rodoviários aumentam durante o periodo do pico rodoviário, tais como, fins-de-semana prolongados ou, por ocasião das tão merecidas viagens em gozo de férias. No entanto, qualquer um de nós, a qualquer momento, está sujeito a estes cenários arrepiantes.

Excesso de velocidade: A velocidade mata!!!! Sem sombra de dúvida que esta afirmação é um facto! Admitamos que seja um cliché, no entanto não lhe retira a veracidade. É imperativo aos motoristas obedecerem aos limites de velocidade impostos, visto estes serem estabelecidas de acordo com a topografia e o conforto na condução na estrada ou, secção de estrada a ser percorrida. Nos  perigos do excesso de velocidade incluie-se o seguinte:

  • A velocidade reduz o espaço de tempo na reação à travagem ao evitar uma colisão;
  • A velocidade aumenta a distância percorrida enquanto no acto de travagem ao tentar evitar algo de perigoso.
  • A velocidade reduz capacidades ao condutor em lidar com curvas mais acentuadas ou, objectos que possam estar a ocupar a via.
  • A velocidade aumenta o grau de gravidade no momento do acidente/impacto

Condução distraida: O uso do telemóvel enquanto conduz é no tempo presente considerado um dos máis responsáveis causadores de acidentes rodoviários em Africa. Está mais do que provado  que cerca de 25% dos acidentes rodoviários na Africa do Sul são causados pelos condutores ao usarem o telemóvel enquanto conduzem, ora para falar, ora para enviar mensagens, este acto imperdoável põe muita gente e muitas coisas em risco, e esta afirmação porquê?

  • Afecta a competência do condutor, tendo como resultado a perda de 37% de actividade no lobo parietal do cérebro;
  • Causa distração a partir do momento em que se pega no telemóvel, uma única vez que seja, provoca em média 52 segundos de condução distraida, significa isto que à velocidade de 60km/h a distância percorrida será equivalente a 1 km com os olhos vendados, o que faz o condutor ter 4 vezes mais probabilidade de se envolver num acidente rodoviário. “E vá lá algúem adivinhar, com que consequências???

Ingerir Bebidas Álcoolicas e Conduzir: O álcool mantém-se como causa principal das numerosas mortes que ocorrem nas estradas Africanas. Apesar destes números escandalosos a velha pergunta continua a ser rainha – QUANTO É QUE SE PODE BEBER ANTES DE CONDUZIR?  E…..a resposta é pura e simples….SE CONDUZ NÃO BEBA!!!!! Provam os factos de que a competência do condutor após ter ingerido álcool, uma unidade que seja, é limitada pelo facto de produzir os efeitos seguintes;

  • Provoca o relaxamento do condutor, este estado fálo sentir-se sonolento, o que fácilmente pode causar o adormecimento ao volante;
  • Provoca dificiência visual pelo facto de dimínuir a função dos músculos ócolares, atera o movimento dos olhos, e a percepção visual. A visão nocturna e percepção das cores também são afectadas;
  • Reduz o tempo de reação devido a limitar os reflexos;
  • Reduz a concentração e a vigilância;
  • O álcool cria dificuldades em compreender a informação sensorial, tendo como resultado a má cordenação entre a vista, mãos e pés;
  • Diminui a capacidade do posicionamento, (localização).
  • O álcool prejudica a capacidade de tomar decisões racionais.

Sejamos totalmente honestos connosco próprios! Quantos de nós tem a coragem de afirmar verdadeiramente que não é culpado de ter practicado, no mínimo,  uma das questões acima descritas? Somos humanos, e como tal assim nos comportamos. Raramente pensamos de que um acidente rodoviário mais grave pode acontecer a qualquer um de nós, ou com alguém dos nossos entes queridos, mesmo que já tenhamos tido a experiência de ter passado por uma ou duas situações menos agradáveis, ou até “mesmo à pele”. É aqui precisamente que o problema reside!! Se qualquer um dos utentes da estrada tivesse mais consciência do facto da segurança rodoviária ser da responsabilidade de todos nós, as estatísticas actuais nunca seriam tão alarmantes como são.

Face à situação vigente em termos dos números de acidentes rodoviários, o facto de  muitos de nós não nos encontrar-mos assegurados eficazmente, em casos onde venha a surgir a necessidade à assistência de emergência na estrada por via de colisão, não faz sentido nenhum. É fundamental ter seguro de saúde.

A Mediplus dispõe de seguro de saúde de excelência, apoio a todos os níveis de emergência 24/24 hrs, assistência na estrada na qual se inclui evacuação por via-aérea.

 

Somos todos utentes da estrada, de uma forma ou de outra. Jamais saberemos quando é que o infortúnio nos bate à porta.

 

Estejamos atentos e assegurados. Em casos de emergência  a Mediplus estará sempre consigo.

 

PARTILHAR É CUIDAR, E CUIDAR É AMAR !!!

A MEDIPLUS ESTÁ PARA VOS ASSEGURAR !!!

 

 

PARTIHAR É CUIDAR

E

CUIDAR É AMAR