DISCRIMINAÇÃO CONTRA PESSOAS IDOSAS, O ÚLTIMO PRECONCEITO “PERMITIDO”?

10 Maio 2022

NÃO TEMA O ENVELHECIMENTO. É UM PREVILÉGIO NEGADO A MUITOS.

Existe algo maravilhoso que pode aparecer com o envelhecimento. Uma sabedoria calma, liberdade e uma perspectiva de limpeza.

Respeitar os mais velhos está profundamente enraizado na maioria das culturas e sociedades.

O QUE SIGNIFICA ENVELHECER BEM?

Respeitar os mais velhos está profundamente enraizado na maioria das culturas e sociedades.

O envelhecimento é um processo natural e inevitável da vida, resultante do impacto de uma grande variedade de diferentes tipos de danos celulares e moleculares ao longo dos anos. O envelhecimento provoca uma diminuição gradual da capacidade física e mental, e uma maior possibilidade de adoecer.

É importante perceber que o envelhecimento não é um processo linear ou constante, e cada idade dos indivíduos na sua própria forma e no seu próprio espaço. A genética e o ambiente jogam um papel importante na determinação de como a pessoa irá envelhecer.

PREPARE-SE

Envelhecer bem é um processo dinâmico e em constante mudança, e que não deve ser considerado garantido. Mas buscando sempre um estilo de vida certo, você pode criar alterações positivas a longo prazo, que irão beneficiar o aspecto físico, social, económico e cultural do envelhecimento.

Sendo um participante activo no seu próprio processo de envelhecimento e apoiando o envelhecimento dos seus próximos, você pode contribuir para uma sociedade onde o estigma em torno da idade é eliminado e a manutenção da qualidade de vida permanece parte material do cuidado alo longo de toda a vida.

SEJA UM ACTIVISTA POSITIVO DA IDADE

A discriminação contra pessoas idosas é uma situação em que indivíduos são discriminados simplesmente por causa da sua idade.

A discriminação contra pessoas idosas é problemática porque junta vários indivíduos que têm experiências e circunstâncias pessoais únicas, meramente por causa do tempo que passaram na terra. Da mesma maneira que não existem duas pessoas de 17 anos iguais, também não há duas pessoas de 70 anos exactamente iguais.

Ao descartar um indivíduo por ser “velho”, “idoso” ou “geriátrico”, estamos a apagar a sua exclusividade, e a ignorar as suas necessidades, circunstâncias, habilidades e opiniões próprias, específicas e individuais.

Sim, muitos indivíduos de 65 anos podem ter deixado o ambiente de emprego formal, e aqueles de 70 anos podem optar em não conduzir longas distâncias, ou podem andar com bengala, mas isso não significa que os indivíduos de 65 anos de idade sejam pessoas de pouco valor na sociedade ou que aqueles de 70 anos não possam ser uma força para o bem nas suas comunidades.

SEJA UM PARCEIRO DE CUIDADOS GERIÁTRICOS

Porém, a verdade permanece, que os corpos humanos envelhecem e que com a idade, certas enfermidades aparecem. Se a pessoa for abençoada com uma vida longa, chegará um momento em que haverá necessidade de um especialista em cuidados geriátricos.

O foco desses cuidados não deve ser simplesmente paliativo. Existe uma má concepção de que o envelhecimento aparece com dores e, portanto, a perda da mobilidade deve ser simplesmente aceite.

m verdadeiro provedor de cuidados geriátricos que assume o paciente na totalidade, considera e respeita o ser humano dentro dele, permanecerá envolvido e interessado enquanto investiga meticulosamente a real causa da reclamação. Lembrar-se de ver cada ser humano envelhecendo pela totalidade de seu ser e pela riqueza de experiências que viveu, é a única maneira real de “respeitar nossos mais velhos”.

Envelhecer é um privilégio e, se você for abençoado com uma vida longa, também enfrentará a fragilidade da velhice.

COMO CONSTRUIR UMA SOCIEDADE POSITIVA EM RELAÇÃO A VELHICE

• Entender que o envelhecimento vaira de pessoa para pessoa;

• Ser proactivo na sua vida:

  • Manter um estilo de vida saudável para evitar os efeitos negativos do envelhecimento no seu corpo, o máximo possível;

  • Se for possível, tomar providências para a sua própria independência financeira a medida que você vai envelhecendo.

• Tentar ser um companheiro de envelhecimento compassivo para as suas pessoas amadas;

• Defender os idosos e investir ou apoiar as instituições positivas em relação a velhice, que se focam nos cuidados de qualidade para pessoas idosas.

DE ACORDO COM A ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE A POPULAÇÃO GLOBAL ESTÁ A ENVELHECER NUMA PROPORÇÃO SEM PRECEDENTES:

Entre 2015 e 2050, a percentagem da população mundial com mais de 60 anos quase duplicará de 12% à 22%.

• Até 2020, o número de pessoas com 60 ou mais anos de idade superava o de crianças menores de 5 anos.

• Até 2050, 80% das pessoas idosas estarão a viver em países de baixa e média renda.

• Todos os países enfrentam grandes desafios para assegurar que os seus sistemas sociais e de saúde estejam prontos para aproveitar ao máximo essa mudança demográfica.

ACÇÃO IMEDIATA:

Uma campanha de consciencialização denominada “Torne-se turquesa para os idosos” irá decorrer a partir de 15 de Maio (Dia Internacional da Família) à 15 de Junho (Dia Mundial da Consciencialização sobre o Abuso contra os Idosos).

A campanha já é reconhecida na lista nacional dos dias de consciencialização. A sua finalidade é dupla:

  1. Criar consciencialização sobre os idosos nas nossas comunidades, principalmente aqueles que não estão acomodadas em instituições para idosos, estando assim em maior risco.

  2. Dar às organizações, lar de idosos, congregações, etc. uma oportunidade para gerar fundos para apoio aos idosos.

Para mais informações sobre essa campanha, visite a página electrónica abaixo:

CLIQUE AQUI>>