Cancro da Mama – Fazer Rastreio é Chave

 

29/10/2019

O mês de Outubro é sinónimo com o cancro da mama,.todos os anos as organizações e caridades a nível global intensificam a sensibilização da doença durante este mês, com a intenção de combater e conter a sus prevalência. O Mês de Sensibilização do Cancro da Mama serve também para a angariação de fundos destinados à pesquisa, das causas, prevenção e tratamento deste cancro.

 

Quando se trata de combater o cancro da mama o foco principal é a detecção na sua fase inicial, passando de imediato ao tratamento (caso este esteja presente). Ao sensibilizar as mulheres a fazerem o rastreio do cancro da mama regularmente está-se a lançar o grito de alerta ao dizer-lhes que os benefícios são imensos, os médicos especialistas são unânimes em dizer, “a probabilidade de sobrevivência é grande quando o cancro da mama é detectado na sua fase inicial”.

 

Mas não deixa de ser como tudo é na fraternidade médica, as mamografias não têm sido poupadas a debates e controvérsia

 

O método principal do rastreio é a mamografia. Isto de mamografia é um processo de Raio X – de baixa energia, examina os peitos procurando por anormalidades, tais como, microcalcificações, nódulos ou caroços. Mamografias feitas de modo regular é conhecido como o método mais preciso na deteção de cancro na sua fase inicial. De facto, os especialistas afirmam que podem ser detectadas irregularidades até (3) três anos antes destas se pronunciarem quando sensiveis ao toque, enquanto é feito um auto-exame.

 

Aos tempos de hoje, já vai decorrida aproximadamente uma década, quando algumas associações médicas puseram em questão a necessidade de serem feitas mamografias regularmente, visto estas não traserem benefícios de qualquer espécie ao utente. Parte destas associações chegaram inclusive a afirmar que este procedimento podia transmitir cancro da mama às utentes em vez de o identificar. Após longos debates e controvérsia passaram à pesquisa, e mais debates sobre o mesmo tópico, fazer ou não fazer a mamografia. Anos depois de tantos debates, e de exigentes pesquisas “Os resultados ai estão, e falam por si”.

 

É indiscutível que alguns resultados mostraram que as mamografias não são perfeitas. Têm surgido casos de mamografias em que o tecido de um peito normal terá escondido o cancro da mama, enquanto noutros casos uma anormalidade terá sido erradamente diagnósticada como sendo cancro.Contudo, estes casos são raros e muito dispersos, sendo que a conclusão continua ser, as mamografias são a melhor defesa contra o cancro da mama. Diagnosticar cancro da mama na sua fase inicial através da mamografia também contribui para que um maior número de mulheres sejam tratadas ao cancro da mama podendo assim manter o seu seio. quando descoberto na fase inicial, os cancros localizados podem ser removidos sem ter de haver necessidade de passar pela dolorosa remoção do mesmo, ( mastectomia).

 

Isto faz-nos chegar a outra pergunta de grande importância – quando é que uma mulher deve iniciar o seu rastreio anual ao cancro da mama? Sobre este assunto mais uma vez a fraternidade médica encontra-se dividida, no entanto, o concenso é de que as mulheres na faixa etária 45 > 54 anos devem fazer a mamografia anualmente. É aconselhado às mulheres na faixa etária 40 > 44 anos para que seja feita pelo menos uma vez durante o espaço desta idade, particularmente se existe historial familiar de cancro da mama. As mulheres de 55 anos ou mais de idade são aconselhadas a fazerem a mamografia uma (1) vez de dois em dois anos. Ás mamografias junta-se também o aconselhamento para que as mulheres, de todas as idades, devem fazer auto-exames de modo regular, fazendo também exames aos peitos por profissionais esperimentados na matéria, É aconselhável obter sempre uma segunda opinião sobre estado dos seus peitos.

 

Factos importantes a lembrar sobre as mamografias  

 

  • Estas podem salvar a sua vida! Ao descobrir cancro da mama na sua fase inicial reduz o risco de perecer da doença em 25% a 30% 
  • Não tenha receio! Fazer uma mamografia é um procedimento rápido, (cerca de 20 minutos) prácticamente sem dor, poderá sentir algum disconforto, sendo que é minimo para a maioria das mulheres.
  • É seguro! As mamografias são seguras. Apenas uma muito ligeira quantidade de irradiação exposta enquanto decorre o procedimento.